Mãaae.. Quero trabalhar!!! Pode?!?

Trabalho

Dizem que adolescência é uma fase de transição. É quando as pessoas deixam de ser crianças e começam a busca pela vida adulta. Esta fase de vida envolve mudanças físicas, comportamentais e até mesmo de responsabilidade. Mas espera… Responsabilidade? Para um adolescente? Não, não, mudanças de responsabilidade envolvem ter obrigações maiores como trabalhar e um adolescente não pode trabalhar, ainda mais com deficiência… Ou pode? Será?!?

Há quem diga que sim!

E há ainda quem faça isto acontecer! Esse é o caso da ONG Rede Cidadã, que age como mediadora para vagas destinadas a adolescentes com deficiência em empresas privadas na cidade de Belo Horizonte, através do programa Rede Inclusiva. Na semana passada, a reunião do grupo Papo de Adolescente foi inteiramente destinada ao entendimento dessa possibilidade e, para isso, pessoas que trabalham na Rede Cidadã nos visitaram para falar um pouquinho do trabalho deles e de como os adolescentes podem ingressar no mercado de trabalho, mesmo com suas limitações.

O mais interessante de tudo é que tem vaga para todos. Isso mesmo! Todos os adolescentes têm habilidades, independente de qual seja ela. O papel desta ONG é descobrir qual a habilidade de cada um e alocar cada adolescente naquela função que mais se encaixa em seu perfil. Assim, todos podem ter acesso ao mercado de trabalho, com boas oportunidades!

Um dia esses adolescentes irão crescer, e aí? Um dia os pais podem não estar mais aqui para olhar por eles, e aí? Um dia eles podem querer se tornar independentes, sair de casa, se casar, e aí? O trabalho é algo que gera possibilidades de respostas para esses “e aís?”, além de levar a uma independência da qual todos precisamos, afinal, quando alguém te pergunta “O que você é? ”, o seu trabalho é o que te define.

Assim, ter a oportunidade de entrar para o mercado de trabalho, mesmo com limitações, é essencial para estes jovens que, muitas vezes, enxergam um futuro incerto. A possibilidade de começar cedo (14 anos) como aprendizes é incrível no sentido de diminuir esta ansiedade e começar a gerar este sentimento de dignidade, independência e responsabilidade que o trabalho provê.

A família é elemento essencial neste processo, uma vez que ela é a maior parceira para manter o adolescente dentro da empresa. É a família que vai ajudar na locomoção para orientar aqueles que ainda não sabem andar sozinhos pela cidade, é ela que vai dar todo o apoio emocional e vai orientá-los quanto ao serviço, às frustrações e até mesmo para melhorar dentro da empresa.

A palestra foi um sucesso. Pais e adolescentes adoraram e ficaram muito interessados no projeto. Já fizeram a inscrição ali mesmo e a empolgação ficou clara nos discursos:

“Eu queria começar a trabalhar agora”

“Fiquei com muita vontade de trabalhar. É uma boa oportunidade para mim, tanto para meu desenvolvimento, quanto para eu ter uma renda, ajudar na minha casa, poder falar que recebo meu próprio dinheiro e poder comprar minhas coisas sem ter que pedir para minha mãe. ”

A ONG está de portas abertas para quem quiser mais informações a respeito de datas, processos seletivos, inscrições e muito mais. Através do link http://www.redecidada.org.br/voce-na-rede/sou-pessoa-com-deficiencia/#form ou do telefone (31) 3236-1610, ou ainda do e-mail wandelza.valim@redecicada.org.br, qualquer um pode entrar em contato com a instituição e tirar todas as dúvidas.

Esses aqui em baixo somos nós, junto com nossos pais e convidados, lá na palestra! Foi TOP!!!

Rede Cidadã

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s